Vice-presidente do Barcelona pede demissão, e jornal fala em fortes discrepâncias com rumos do clube

Por GloboEsporte,com — Barcelona

O vice-presidente do Barcelona, Jordi Mestre, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira. Segundo o jornal catalão “Sport”, o mandatário entregou o pedido ao presidente Josep Maria Bartomeu por “fortes discrepâncias” dos rumos esportivos tomados pelo clube. Inclusive, o diário cita a possível volta de Neymar como um dos fatores que levaram à tomada de decisão.

Mestre era conhecido por ser o braço-direito da presidência e pelas declarações fortes direcionadas ao brasileiro após a transferência para o PSG. No ano passado, quando questionado sobre a ação judicial do brasileiro contra o clube catalão, o dirigente afirmou que, “moralmente, Neymar não tem o direito de pedir algo que não cumpriu” e se mostrou irritado com as atitudes tomadas pelo jogador nos momentos que antecederam sua transferência para Paris.

Há dois anos, às vésperas do acerto de Neymar com o PSG, o então vice-presidente esportivo do Barça ficou marcado por dizer que o atacante ficaria no Barça “com 200% de certeza”, mas o jogador acabou indo para o PSG.

– Com 200% de certeza, digo que o Neymar não irá deixar o clube neste verão. Esta manhã eu li que o PSG negou categoricamente (qualquer oferta). Não há nenhuma razão para mudar as relações entre os clubes – disse Mestre, à época.

Em comunicado no site oficial do clube, o ex-mandatário agradeceu a oportunidade e destacou a honra de defender os interesses do Barcelona.

Jordi Mestre fazia parte da diretoria blaugrana desde 2010, ainda sob o comando de Sandro Rosell. Alguns meses atrás, ele havia declarado ao Jornal “Sport” que deixaria a dirigência do Barça após o fim do mandato de Josep Maria Bartomeu, em 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *